sábado, agosto 06, 2005

Carapuça

Lama

Composição: Mauro Duarte

Pelo curto tempo que você sumiu
Nota-se aparentemente que você subiu
Mas o que eu soube a seu respeito
Me entristeceu, ouvi dizer
Que pra subir você desceu
Você desceu

Todo mundo quer subir
A concepção da vida admite
Ainda mais quando a subida
Tem o céu como limite

Por isso não adianta estar
No mais alto degrau da fama
Com a moral toda enterrada na lama

4 Comentários:

Blogger Ricardo Rayol disse...

Te linkei também. Teu blog é muito bom

3:25 PM  
Blogger Elaine disse...

Perfeito! Adorei conhecer vc! Estarei te linkando.
beijins,
Elaine

6:45 PM  
Blogger Paola disse...

Obrigada aos dois. Quanta honra!

6:48 PM  
Blogger Ozéas disse...

Estranho esse negócio de sociedade onde você vale pela altura do degrau que se encontra, onde os critérios da ascensão estão ligados a dinheiro e poder, custe o que custar....não é falação, é a antiga constatação.

10:14 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial